CÃES :: GATOS :: EXÓTICOS


FAQs

QUANDO ENTRARÁ A MINHA GATA EM CIO?
O primeiro cio poderá aparecer a partir dos 5/6 meses de idade, durando, aproximadamente, 1 a 2 semanas. O intervalo entre cios é variável, dependendo do n.º de horas de luz diárias. Em liberdade, as gatas são poliéstricas sazonais, ou seja, fazem vários cios durante a Primavera; em casa, sob influência da luz artificial, podem ciclar regularmente ao longo do ano.
COMO SE MANIFESTAM AS GATAS EM CIO?
Miam muito, rebolam, esfregam a cabeça contra objectos, fazem marcações de território com urina. Durante este período mostram bastante vontade de sair de casa.

E OS GATOS MACHOS? TAMBÉM TÊM CIO?
Os machos apresentam um comportamento sexual contínuo. A partir dos 5/6 meses tendem a fazer marcações de território, urinando contra as paredes e objectos da casa. Ficarão mais agitados no caso de haver fêmeas em cio por perto, tendo também maior vontade de sair de casa.

VALERÁ A PENA CASTRAR O MEU ANIMAL? QUANDO POSSO/DEVO FAZÊ-LO?
A castração é um dos procedimentos cirúrgicos mais frequentes, tendo benefícios tanto para o animal como para o seu dono. Machos e fêmeas poderão ser castrados a partir dos 5/6 meses. No caso de não pretender que o seu animal seja usado para fins reprodutivos, a castração terá vantagens:
• Depois da cirurgia deixam de ter comportamentos de cio, não miando nem marcando território com urina de odor intenso.
• Se a cirurgia for feita antes do primeiro cio, haverá uma diminuição para quase 0% de probabilidade de desenvolvimento de tumores mamários (que nas gatas são malignos em 90% dos casos).
• Terão menor tendência para fugir, uma vez que ficam mais sedentários e menos agressivos em relação a outros gatos. Poder-se-á, assim, diminuir a tendência para as lutas com “amigos”, reduzindo a possibilidade de contágio de doenças infecciosas.

QUAIS SERÃO AS CONSEQUÊNCIAS DA CIRURGIA? ENGORDARÁ?
A tendência natural será o animal — macho ou fêmea — ficar mais “cheiinho”. No entanto, a obesidade só surgirá se não se tiver cuidado com a alimentação. A castração põe termo à produção de hormonas sexuais e, consequentemente, as necessidades energéticas do animal serão menores. Contudo, se não formos nós a controlá-lo, continuará a comer o mesmo que comia anteriormente.
O ideal será oferecer-lhe apenas a quantidade diária de que necessita usando não só um alimento de boa qualidade como um alimento indicado para a sua situação — rações para gatos castrados.

ALTERNATIVAS À CIRURGIA — GATAS
É evidente que existem outras formas de fazer contracepção, evitando a ocorrência de cios. A mais vulgarizada é a pílula que é dada cada 15 dias e sempre fora do período de cio.
No entanto, não é por nós aconselhada uma vez que terá, a médio/longo prazo, efeitos secundários bastante graves — infecções uterinas purulentas e tumores mamários malignos.

QUANDO É QUE A MINHA CADELA ENTRA EM CIO? QUE DURAÇÃO TERÁ? E DE QUANTO EM QUANTO TEMPO?
A partir dos seis meses de idade, o cio poderá aparecer em qualquer altura. Este terá uma duração aproximada de 20 dias (dependendo da cadela).
O início do cio é marcado pelo aparecimento de um corrimento vaginal sanguinolento. A vulva estará inchada e a fêmea atrairá os machos da “vizinhança”. Inicialmente ela impedirá o cruzamento fugindo e mordendo-lhes. À medida que o corrimento vai clareando e ficando menos forte começa o período fértil em que elas irão, então, aceitá-los e permitir o cruzamento.
O intervalo entre cios é variável, podendo oscilar entre os 6 meses e o ano de idade.

COMO EVITO QUE A MINHA CADELA ENGRAVIDE?
Para evitar ninhadas indesejadas poderão ser tomadas precauções. As fêmeas devem ser atentamente vigiadas, sobretudo quando vêm à rua, e deixadas num “local seguro” quando estão fora da nossa vigilância. Estas precauções deverão ser mantidas desde o primeiro dia de corrimento até uma semana após o fim do mesmo. Não se esqueça que basta uma pequena distracção para haver um cruzamento!
O método mais eficaz, e único definitivo, é a castração. As cadelas poderão ser castradas a partir dos 6 meses de idade, não sendo necessário que faça o 1º cio para se efectuar a cirurgia.
Uma vez em cio, dever-se-á esperar pelo fim do mesmo para operar, uma vez que a cirurgia se torna mais difícil devido à maior irrigação natural do útero.
Quanto a outros tipos de métodos contraceptivos, temos opção entre pílulas orais e injectáveis. As primeiras têm que ser dadas durante 32 dias consecutivos antes da entrada em cio, e de 5 em 5 meses aproximadamente. As segundas são efectuadas aproximadamente, de 5 em 5 meses.
Ambos estes métodos são desaconselhados por nós, uma vez que facilitam o aparecimento de tumores mamários malignos e infecções uterinas purulentas graves.

QUAIS AS VANTAGENS DA CASTRAÇÃO DE UMA CADELA?
Uma fêmea castrada não terá cios deixando, portanto, de ter o corrimento sanguinolento característico desta fase.
Quando feita antes do 1º cio, diminui drasticamente a probabilidade de desenvolvimento de tumores mamários malignos.

PORQUE DEVO IDENTIFICAR O MEU ANIMAL COM UM MICROCHIP?
1. O microchip é obrigatório para cães que vão viajar, que vão ser registados no Clube Português de Canicultura, para cães de exposição, para cães de caça e para os pertencentes a “raças potencialmente perigosas” (D.L. N.º 312/2003), de 17 de Dezembro
- Rottweiler
- Pit Bull Terrier
- Cão de Fila Brasileiro
- Dogue Argentino
- Staffordshire Terrier Americano
- Staffordshire Bull Terrier
- Tosa Inu
2. O microchip é obrigatório para todas as raças de cães nascidos após Janeiro de 2008, estando por definir a data a partir da qual será alargado também aos gatos.
3. Porque se o seu cão fugir, poderá ser identificado com facilidade, mediante leitura feita com aparelho próprio.

COMO FUNCIONA O S.I.R.A.? (SISTEMA DE IDENTIFICAÇÃO E REGISTO ANIMAL)
Ao ser colocado um microchip ao seu animal, é-lhe preenchido um documento em quadriplicado: duas cópias para o proprietário, uma para a clínica onde se fez a identificação e uma para ser enviada para o S.I.R.A, onde todos os dados correspondentes àquele animal são informatizados.
Em caso de desaparecimento, deverá telefonar ao seu Médico Veterinário ou directamente para o S.I.R.A. a comunicar o sucedido, por forma a que todas as clínicas, canis e sociedades protectoras recebam indicação de que o animal com aquele número de microchip desapareceu.
Por outro lado, no caso de encontrar um animal abandonado na rua, deverá dirigir-se a uma clínica veterinária a fim de se verificar se o animal está identificado. Se sim, conseguiremos entregá-lo ao seu dono ou identificar a pessoa que abandonou o seu animal de estimação—» AJUDA NO COMBATE AO ABANDONO!

COMO É COLOCADO O MICROCHIP?
Muito facilmente, com o auxílio de um aplicador em forma de seringa.
Deve ser sempre aplicado no pescoço do lado esquerdo, através de uma injecção subcutânea.
Está comprovada a SEGURANÇA dos microchips, sendo biocompatível e totalmente inócuo.