CÃES :: GATOS :: EXÓTICOS

SERVIÇOS

CONSULTAS/URGÊNCIAS PARA CÃES E GATOS

Durante a semana poderá recorrer aos nossos serviços dentro do horário normal de funcionamento ( Segunda a Sexta-feira das 10 - 20 H e Sábados das 10 - 15 H ), podendo optar pelo sistema de atendimento por ordem de chegada ou marcando previamente a sua consulta através do número T. 22 935 07 06. Fora desse horário poderá ligar para o telemóvel das Urgências 91 785 39 01 (disponível 24 horas) e falar com o Médico Veterinário de serviço que, em caso de necessidade, deslocar-se-á à clínica para efectuar a consulta.

Todas as consultas terão sempre que ser efectuadas na presença do proprietário do animal, para que o Médico Veterinário possa recolher toda a informação de que necessita e para que juntamente com o exame clínico do animal e outros exames complementares o consiga tratar convenientemente.

 

CONSULTAS/ VACINAS PARA ANIMAIS EXÓTICOS (POR MARCAÇÃO)

Actualmente muitas pessoas têm como animais de estimação animais exóticos (aves, répteis, coelhos e outros roedores.). Por esse motivo, decidimos criar um serviço de consultas por marcação efectuadas por um Médico Veterinário que se dedica exclusivamente a esta área. Estas consultas são importantes não só em caso de doença, mas também para prevenir o seu aparecimento, pelo facto de muitas das doenças destes animais resultarem de erros cometidos pelos proprietários em termos de alimentação, alojamento e maneio.

Poderá efectuar a sua marcação para o número T. 22 935 07 06.

 

CONSULTAS DE COMPORTAMENTO

Muitas vezes os proprietários deparam-se com animais agressivos, com animais que destroem a casa, com lutas entre animais que anteriormente coabitavam pacificamente ou outros problemas comportamentais que nós, Médicos Veterinários, podemos ajudar a solucionar. Por esse motivo oferecemos um serviço de consultas, por marcação, efectuadas por um Médico Veterinário que se dedica exclusivamente a esta área.

Poderá efectuar a sua marcação para o número T. 22 935 07 06.

 

VACINAS PARA CÃES . GATOS . COELHOS

As vacinas de cães/gatos/coelhos não requerem marcação obrigatória sendo efectuadas por ordem de chegada. Se desejar poderá efectuar marcação de consulta para vacina via telefone para o número T. 22 935 07 06 não sendo, neste caso, necessário estar á espera da sua vez.

Antes da vacina será efectuada uma consulta para o Médico Veterinário avaliar se o seu animal está saudável e em condições de ser vacinado. A vacinação é uma medida preventiva de extrema importância evitando doenças, muitas delas fatais.

 

Protocolo vacinal Cães

  1. 6 semanas: vacina eventual, contra a Parvovirose ou contra Parvovirose e Esgana, com a duração de protecção de apenas 15 dias.
  2. 8 semanas: Esgana, Parvovirose, Hepatite infecciosa e Leptospirose.
  3. 12 semanas: 2ª dose
  4. 16 semanas: 3ª dose + Raiva

A protecção começa a fazer-se sentir cerca de 10 dias após a 2ª dose. Só nessa altura o cachorro poderá começar a sair de casa, evitando ainda contactos com animais de rua. A vacina da raiva, nos cães, é obrigatória por lei.

Um adulto bem vacinado em cachorro deverá fazer apenas uma revacinação anual contra as doenças acima referidas.

Um adulto não vacinado em cachorro, ou do qual nada se sabe em termos vacinais, deverá fazer duas doses de vacinas, a última das quais já com a Raiva incluída. A revacinação anual é igualmente necessária.

 

Protocolo vacinal gatos

  1. 2 meses - Panleucopénia felina, Calicivirose e Rinotraqueíte infecciosa
  2. 3 meses - 1º reforço + Leucose felina
  3. 4 meses - reforço da Leucose
  4. 5 meses - Raiva (apenas obrigatória se o animal tiver que se ausentar do país)

 

A protecção completa atinge-se cerca de 10 dias após o reforço. Apenas nessa altura, poderá começar a sair de casa, se for o caso.
Uma vez adultos , será necessário um reforço anual para cada uma das vacinas referidas.
Gatos adultos que nunca tenham sido vacinados poderão fazer um esquema vacinal ligeiramente reduzido:

  1. Panleucopénia felina, Calicivirose e Rinotraqueíte infecciosa + Leucose felina
  2. Reforço 1 mês depois
  3. Raiva 1 mês depois (apenas obrigatória se o animal tiver que se ausentar do país)

A revacinação anual é igualmente válida e necessária.

NOTA Está provado, através de estudos realizados, que a vacina da Leucose felina confere apenas 60% de imunidade. Daí que se possa optar por não a fazer caso se trate de um gato que nunca sai de casa e que, portanto, não está em risco de contágio.

Protocolo vacinal coelhos

•  1 mês de idade - vacina contra a Mixomatose
•  2 meses de idade - vacina contra a Doença hemorrágica viral dos coelhos

Depois de correctamente vacinado, um animal adulto deverá fazer a vacina da Mixomatose de 6 em 6 meses e a vacina da Doença hemorrágica viral dos coelhos anualmente

 

 

DOMICÍLIOS (POR MARCAÇÃO)

Alguns serviços poderão ser efectuados em casa dos proprietários caso estes assim o pretendam (ex.: Vacinas). No entanto, em caso de doença poderá não ser possível realizar uma consulta fora das nossas instalações, uma vez que poderá ser necessária a realização de exames complementares (Radiografias ou análises de sangue) que inevitavelmente obrigarão ao transporte do animal para a clínica.

Este serviço requer marcação prévia via telefónica para o número T. 22 935 07 06.

 

COLOCAÇÃO DE MICROCHIPS

A partir de Janeiro de 2008 todos os cães, independentemente da raça, tem que estar identificados com microchip, estando ainda por definir a data a partir da qual também passará a ser obrigatório para gatos.

O microchip é colocado facilmente, com o auxílio de um aplicador em forma de seringa, através de uma injecção, sob a pele do lado esquerdo do pescoço. Cada microchip possui um número (lido através de um aparelho adequado) que fica registado num documento preenchido em quadriplicado pelo seu médico Veterinário: duas cópias ficam com o proprietário, uma para a clínica onde se fez a identificação e uma que é enviada para o S.I.R.A. (Sistema de identificação e registo animal), onde todos os dados correspondentes aquele animal são informatizados. Se o seu animal fugir/for roubado deverá telefonar ao seu Médico Veterinário ou directamente para o S.I.R.A. a comunicar o sucedido, de forma a que todas as clínicas, canis e sociedades protectoras recebam indicação de que o animal com aquele número de microchip desapareceu. Por outro lado, se encontrar um animal abandonado na rua, deverá dirigir-se a uma clínica veterinária para se verificar se o animal se encontra identificado para assim o conseguirmos devolver ao seu dono ou identificar a pessoa que o abandonou.

È um procedimento rápido e totalmente indolor.

 

INTERNAMENTO

Certas doenças não permitem que os animais façam medicações por via oral (comprimidos ou xaropes) ou requerem que o animal esteja a soro implicando o seu internamento. Dispomos de instalações apropriadas para este fim, podendo visitar o seu animal dentro do horário estipulado pelo seu Médico Veterinário.

 

ANÁLISES CLÍNICAS

As análises ao sangue são essenciais para o diagnóstico precoce de doenças, para podermos anestesiar um animal com segurança ou para saber se um animal é portador de determinadas doenças que ainda não tenham manifestado sintomas (ex.: FIV/F EL V nos gatos).
Para além das análises ao sangue, realizamos vários tipos de análises: Hemograma, análises bioquímicas, análises de urina, endocrinologia, alergologia, anatomia patológica, citologia, microbiologia, parasitologia, biologia molecular, imunologia, serologia / virologia, provas de coagulação e toxicologia. Algumas destas análises são efectuadas nas nossas instalações, outras são enviadas para laboratórios especializados nacionais ou internacionais.

 

RADIOLOGIA

A nossa clínica dispõe de um aparelho de raio x sendo o seu animal radiografado após a consulta, caso se justifique.

 

ECOGRAFIA ABDOMINAL

A ecografia é um exame não invasivo e indolor que permite avaliar, em tempo real, os vários órgãos da cavidade abdominal (fígado, rim, baço, intestinos, útero) bem como a colheita de urina para exames microbiológicos ou a realização de citologias/biópsias ecoguiadas. Este exame vem complementar outros, como o Raio x e/ou exames laboratoriais, auxiliando no diagnóstico e, por vezes, no prognóstico de várias doenças.

 

CIRURGIA

A nossa clínica dispõe de uma sala de cirurgia equipada com anestesia gasosa e oxigénio para que possamos anestesiar os animais com maior segurança. Aqui realizamos vários tipos de cirurgias, incluindo ortopedias. Exceptuando as situações de urgência, as intervenções cirúrgicas requerem marcação prévia.

 

 

ODONTOLOGIA

A saúde oral é de extrema importância. A acumulação de tártaro é um dos problemas dentários mais frequentes. Esta situação produz mau hálito, gengivite, retracção gengival, dificuldades na alimentação e, em último caso, a perda dos dentes. O tártaro dentário pode ser removido através de destartarizações efectuadas nas nossas instalações, com aparelhos adequados. Podemos prevenir o seu aparecimento recorrendo à utilização de pastas dentárias apropriadas para cães/gatos, sticks de higiene oral e/ou rações adequados para esse efeito.

 

ECG

O electrocardiograma é um exame totalmente indolor realizado através da colocação de eléctrodos nos membros do animal e da obtenção de um gráfico que representa a actividade eléctrica do coração. É um exame muito importante na área da cardiologia.

 

ECOCARDIOGRAFIA

A ecocardiografia é um exame indolor e não invasivo que permite visualizar, em tempo real, as câmaras e válvulas cardíacas avaliando simultaneamente a estrutura e funcionalidade do coração. É um exame muito importante na área da cardiologia realizado nas nossas instalações por um Médico Veterinário que se dedica exclusivamente a esta área.